Confusão com o presente do dia dos namorados

Numa visita a Paris um rapaz honesto e apaixonado comprou umas luvas para oferecer como presente à namorada no dia dos namorados, mas a empregada da loja enganou-se e quando estava a preparar o embrulho trocou por engano a embalagem das luvas por umas cuecas bem provocadoras.

A rapariga de tenra idade e ainda virgem tinha uma família bastante conservadora.

A carta que acompanhou o presente do dia dos namorados

“Minha querida amada, sabendo que dia 14 é o dia dos namorados, resolvi mandar-te este pequeno mas muito simbólico presente. Embora eu saiba que não costumas usar (pelo menos eu nunca te vi com umas), acho que vais gostar da cor e do modelo, pois a empregada da loja experimentou, e pelo que vi, ficou óptima.

Apesar de um pouco largas na frente, ela disse que é melhor assim do que muito apertadas, pois a mão entra melhor e os dedos podem movimentar-se bem à vontade. Depois de usá-las é bom virar do avesso e colocar um pouco de talco para evitar aquele odor desagradável.

Espero que gostes, pois vai cobrir aquilo que um dia te irei pedir, além de proteger o local em que colocarei aquilo que tanto sonhas.

Um beijo (no lugar onde irás usá-las).

PS: Não esperes pelo meu regresso para estreá-las. Quero que todos os meus amigos te vejam com elas. E depois esfrega na cara daquelas tuas amigas invejosas, pois eu nunca vi nenhuma delas com umas”